Inicio Parceria Contato Quem Somos Trabalhe Aqui Política Image Map

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Biografia de Shen Long


                                                                           Shen Long
                                                                       
                                                                               

Biografia


Shenlong (神龍 Shén Lóng?) é o deus dragão que é invocado quando as sete Esferas do Dragão da Terra são reunidas. Ele tem o poder de realizar um desejo desde que este não supere o poder de seu criador, Kami Sama. Ele ainda possui algumas regras, como não poder realizar o mesmo desejo duas vezes. Após o desejo ser realizado, Shenlong volta para as Esferas e elas se transformam em pedra, permitindo que o dragão descanse por um ano. Quando seu criador é morto Shenlong deixa de existir. Isso acontece quando Kami Sama se funde com Piccolo mas Shenlong renasce quando Dende assume o cargo de deus da Terra. Rescucitado, Shenlong recebeu um aumento de energia e agora pode realizar dois desejos. Por volta do fim do mangá, Dende aumenta novamente o poder de Shenlong para que ele possa realizar três desejos.

O dragão invocado quando as Esferas do Dragão de Namekusei, as originais, são reunidas se chama Porunga (ポルンガ?). Ele é muito maior que Shenlong e apresenta várias feições dos Namekuseijins. Diferentemente de Shenlong, Porunga pode realizar o mesmo desejo inúmeras vezes mas uma grande desvantagem é que ele não pode rescucitar mais de uma pessoa ao mesmo tempo. Assim como Shenlong ele consegue realizar três desejos desde que eles não superem o poder de seu criador e as Esferas se transformam em pedra por um ano após terem sido utilizadas, mas um ano em Namekusei corresponde à 130 dias terrestres.

Em Dragon Ball GT ainda é apresentado o Dragão das Esferas Negras. Ele é vermelho, só realiza um desejo e só têm uma regra: após o desejo ser feito, as Esferas de Estrelas Negras devem ser reunidas dentro de um ano no planeta onde foram usadas, caso contrário, o mesmo explode.



0 comentários:

Postar um comentário