Inicio Parceria Contato Quem Somos Trabalhe Aqui Política Image Map

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Avatar

Dragon Ball Super Broly: Entrevista Com Nagamine e Notícias Sobre o Filme





O site oficial Dragon Ball publicou ontem uma entrevista com Tatsuya Nagamine, diretor do filme Dragon Ball Super: "Broly". Até que possamos oferecer a entrevista completa, aqui está o que lembrar.


===================================
Enquanto Akira Toriyama é dedicado à caracterização de Broly, Tatsuya Nagamine é responsável por fazê-lo parecer super forte, com muitas técnicas. Existem aproximadamente 400 páginas de Storyboard para as ações de Broly.

Sobre os novos personagens: Chelye é uma jovem delinquente que age com base em suas emoções. Ela ajuda Broly sem pensar nas conseqüências, geralmente tendo resultados negativos. Lemo serviu Freeza por décadas, e quer fazer algo com Broly, mas conhece seus limites.


Lemo se encontra com Broly, assim como as ações de Chelye, começam a influenciá-lo, Nagamine gosta muito do equilíbrio entre esses personagens, mas falar mais seria fazer spoilers.


Sobre os personagens habituais: Goku está muito perto de se tornar um Deus, e Vegeta tenta desesperadamente aproximar-se dele. Desta vez Freeza mostra um crescimento particular, mas pondera como ele poderia bater Bills e os outros, sua missão derrotaria Zeno?
Em "O Renascimento de F", Freeza estava em clara desvantagem, porque ele teve que lutar sozinho, no entanto, Nagamine diz que todos devem estar atentos para como Freeza vai fazer as coisas neste momento.


Era difícil para Nagamine a audiência que Broly abrange no filme, como seu mentor Shigeyasu Yamauchi dirigiu o primeiro filme de Broly, e pensei que não poderia superar seu mentor, porém, ele tentou se concentrar na nova caracterização de Broly feita por Toriyama, e em fazê-lo parecer forte.

Nagamine sentiu que a imagem de Dragon Ball estava estagnada e quer atualizar como as transformações, o Kame Hame Ha e outras técnicas parecem usar as melhores formas de animação.
Com dito em mente, a explicação de Toriyama de "formigamento nas costas" motivou-o a se concentrar no aspecto físico das transformações.

Nagamine disse ter trabalhado com o script de Toriyama, exceto as cenas de ação, no entanto, o roteiro original resultou em duas vezes os 90 minutos previstos para o filme, e apesar de ter sido cortado, ele teve que estender o limite de tempo planejado.

Nagamine foi escolhido para dirigir o filme enquanto trabalhava no Super, ele queria ficar na série até o final, mas Toei insistiu que ele fizesse o filme.

Ainda assim, Nagamine acha que Ryota Nakamura e sua equipe fizeram um bom trabalho com a saga Torneio do Poder. Um episódio comum teve entre 3000 e 4000 frames, mas o episódio final teve o dobro.

O número de quadros é limitado para não exceder o orçamento, o próprio Nagamine foi repreendido por superá-lo em um episódio de Magical Doremi, mas desde então, a Toei aprendeu a aumentá-lo ocasionalmente.

Nagamine é um fã de Dragon Ball desde o início e assistiu ao anime original quando ele era criança. Para ele, um dos pontos fortes do DB é a facilidade de entender os personagens, quem é bom e quem é ruim e quer que o filme seja aproveitado mesmo para quem não tem experiência anterior com a franquia.

===================================


0 comentários:

Postar um comentário