Inicio Parceria Contato Quem Somos Trabalhe Aqui Política Image Map

domingo, 21 de outubro de 2018

Avatar

Dragon Ball Super Broly: Entrevista com Norihito Sumitomo





No site oficial do Dragon Ball, desde o final da transmissão de Dragon Ball Super e o anúncio do novo filme "Dragon Ball Super - Broly" para 14 de dezembro de 2018, as equipes do site abriram uma seção atualizada todos as semanas denominadas "Dragon Ball Movie Frontline" (DBMFL). Esta seção é dedicada a todos os problemas relacionados aos filmes do Dragon Ball e começou representando todos os filmes de DB e DBZ. Ela também nos dá alguns comentários da equipe e do elenco aqui e ali.

Esta semana, somos presenteados com uma entrevista com Norihito Sumitomo, compositor musical do filme Dragon Ball Super: "Broly".

Norihito Sumitomo
================================
- Sumitomo diz que Broly aparece perto do início do filme, mas continua mudando. Em resposta a isso, a música continua mudando também.

- Sumitomo ficou sabendo que Akira Toriyama escreveu o roteiro com a intenção de voltar à estaca zero, então Sumitomo e companhia decidiram fazer a mesma coisa com a música.

- A última metade do filme é praticamente toda a música de batalha, então é difícil obter uma quantidade certa de variedade. Você não quer que todos os temas soem iguais, mas se eles são muito diferentes, então a música não tem consistência.


- Com séries de TV como Kai ou Super, Sumitomo recebe pedidos de músicas que podem ser usadas repetidamente e para cenas diferentes (tristes, engraçadas, etc). Mas, quando se trata de filmes, ele escreve músicas para cada cena específica. Ele vai compor enquanto segue a ordem do roteiro.

- O diretor do filme pode pedir um tipo de música para uma cena em particular, e Sumitomo pode se basear em uma música anterior dele que se encaixe no projeto. Quando se sente bloqueado, ele pede ao diretor uma opinião: "Quão triste deve ser esta cena?" ou "Quanto a música deve refletir as emoções de Broly?"

- Sumitomo assistiu Dragon Ball clássico no ensino médio e ainda se lembra vividamente da música. Ele já estava planejando ser músico na época, então naturalmente o anime deixou uma impressão nele.


- Quando Sumitomo foi selecionado para compor a música do Kai, ele ainda tinha uma memória tão forte da partitura do Clássico que era difícil para ele imaginar colocar sua música na série. Enquanto foi uma honra, também foi muita pressão, já que ele podia acabar não agradando os fãs.

- Sumitomo diz que Shunsuke Kikuchi (compositor original de DBZ) habilmente usou instrumentos de sopro, etc, para criar um mundo único, nem clássico nem pop. A era de Kikuchi formou uma imagem mental da música de DB para Sumitomo, então ele tentou voltar à estaca zero para criar algo novo para o Kai.

- Sumitomo sempre tem o público em mente enquanto compõe e tenta imaginar as emoções que as pessoas sentirão quando assistirem ao filme. Ele está confiante de que esse filme não irá decepcioná-los.

================================

0 comentários:

Postar um comentário